En

BABELIM

Babelim é um termo inventado para designar a forma de comunicação que precedeu a linguagem. Feita de sons, imagens, movimentos, falado/cantado/dançado pelas pedras, plantas, animais e humanos. Perdeu-se com o tempo e com a pressa de nos tornarmos grandes. Mas os bebés, e as mães, ainda o falam.

Babelim é uma experiência artística centrada na música e no movimento. É uma obra aberta que conjuga quadros contemplativos e momentos participativos, e resulta do trabalho de exploração, fruição e investigação realizado com pais e bebés, educadores e artistas que ao longo de quatro anos partilharam as várias etapas do Projeto Opus Tutti. Em particular, dos workshops Afinação do Ouvir e Afinação do Brincar. Lugar de liberdade, partilha e autenticidade, de cruzamento de percursos, forma de festejar o ”momento presente” através da música, da voz e do corpo.

Babelim pode ser visto e ouvido de muitas formas diferentes. É regaço, magma de sons e movimentos, comunidade em vibração. Proporciona um olhar sobre uma arte inspirada em afectos, uma experiência artística que resulta de vários percursos anteriores realizados com diferentes pessoas e que se renova de cada vez que acontece. É uma experiência participativa fluida em que cada espectador é convidado a encontrar a harmonia do momento.

Babelim é uma linguagem. É também um lugar. Uma paisagem, um conjunto de quadros sonoros e visuais, ora apresentando um grau de indeterminação muito elevado; ora envolvendo sonoridades complexas, ora outras muito simples. Em Babelim, o piano é elemento central, em diálogo com instrumentos inventados (Fazedores de Paisagens Quotidianas) e vozes (dos artistas e do público, guiado por uma partitura gráfica que é projetada e por um conjunto de sinais que fazem parte da teatralidade da peça).

Babelim tem a particularidade de envolver um conjunto de crianças na equipa artística, porque ao longo do Projecto Opus Tutti fomos desenvolvendo a ideia de que cuidar dos mais pequenos é algo que se aprende desde cedo, e porque percebemos que os bebés e crianças muito pequenas se relacionam de forma especialmente bonita com crianças mais velhas. Todos estes elementos, musicais, coreográficos, teatrais, são pontos de partida para um fluxo de comunicação entre todos, bebés, crianças e adultos, artistas e público.

Conceção e Produção Companhia de Música Teatral + Projeto Opus Tutti / Direção Artística Paulo Maria Rodrigues / Criação Plástica Miguel Ferraz/ Intérpretes Pedro Ramos, Paulo Maria Rodrigues & Crianças Opus Tutti Coordenação Geral Helena Rodrigues

Numa Babel imaginária, em que todos falamos línguas incompreensíveis, há afinal uma forma de comunicação possível que vai beber aos gestos mais essenciais, uma forma de comunicação que integra os sons, os movimentos, as possibilidades expressivas do trabalho coral. Há afinal traços comuns entre o império de cada um de nós e aquilo que podemos estender como base de uma relação profunda e significativa com o outro. (…)uma das características que mais depressa me surpreendeu, aquela que melhor pode, creio, caracterizar a originalidade do trabalho da CMT, é a equivalência radical que podemos encontrar no estatuto dos públicos bebés e adultos na sua relação com as peças.

José Luís Ferreira, Programador Cultural

Babelim é a abertura à magia do conto de fadas, aonde os mestres são as crianças e os discípulos os adultos. Estes têm aqui a oportunidade de descontrair e libertarem-se dos constrangimentos sociais que inconscientemente os prendem. Aquelas simplesmente são iguais a si mesmas, livres e naturais. Todos constroem assim momentos raros de beleza e paz.

Carlos Andrade, Compositor, guitarrista, improvisador

Fotografias por NUNO ANTUNES em São Luiz, Teatro Municipal

Opus Tutti

Opus Tutti é um projecto artístico e educativo que visa a concepção de boas práticas de intervenção na comunidade dirigidas à infância e primeira infância. À semelhança de outras práticas concebidas no âmbito deste projecto, Babelim integrou o estudo piloto realizado no Centro Infantil O Roseiral. Depois desta experiência foi redimensionado de forma a poder alcançar outras instituições.

Opus Tutti é um projeto da Companhia de Música Teatral e do Laboratório de Música e Comunicação na Infância (LAMCI - CESEM) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (UNL). É apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian.

Visite o site de Opus Tutti

Viagens de Babelim

FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN

Lisboa


Convento dos Remédios

Évora


Teatro Pax Julia

Beja

São Luiz, Teatro Municipal

Lisboa

Ficha técnica

Download
ficha técnica

Download
notas de produção

Com o apoio de: